Fé, metas e objetivos: entenda por que com essa combinação você está pronto para atingir o sucesso com o seu negócio

Fé, metas e objetivos: entenda por que com essa combinação você está pronto para atingir o sucesso com o seu negócio

No empreendedorismo, em função dos percalços e dificuldades, muitas vezes somos estimulados a desacreditar no nosso propósito e a perder a fé nos nossos sonhos. Não é mesmo um caminho fácil, mas sem a observância para um melhor entendimento, a fé e a estratégia é mesmo muito provável que a conquista dos objetivos e o tão desejado sucesso fiquem cada vez mais distantes.

Na realidade, é a fé em si mesmo e no seu negócio que sustentam o sucesso, alimentando a resiliência diante dos desafios e de resultados desanimadores e a força para continuar o trabalho.

Veja bem, geralmente só conhecemos as histórias de sucesso a partir da perspectiva de que tudo deu certo, sem termos acesso aos pequenos (e grandes!) fracassos que, porventura, também fizeram parte da trajetória. E, o que essas histórias têm em comum? Mesmo com as dificuldades, esses empreendedores de destaque acreditavam que poderiam dar a volta por cima e traçaram um plano para atingir seus objetivos. Isso é ter fé no seu propósito.

Com este artigo, quero contribuir para o seu entendimento de que ao alinhar fé, metas e objetivos é possível desenhar um caminho para se chegar aonde se espera e concretizar seus objetivos. Continue a leitura para saber mais!

A importância de empreender com fé, metas e objetivos

Pense comigo: ter uma boa ideia e um plano para tirá-la do papel é relevante se você deseja empreender. Porém, muitos fatores estão em jogo na hora de viabilizá-la. Um deles é a fé, ou seja, você precisa realmente acreditar na possibilidade de concretizar o seu negócio. Isso, claro, sempre com os pés no chão e um planejamento realista. Mas a questão é que somente um plano de negócio perfeito não vai garantir o sucesso da sua empresa.

Nesse sentido, é importante estabelecer metas e objetivos e confiar no processo, aprendendo também com a prática e adquirindo experiência. São elas, as descobertas práticas e a experiência, que guiam a nossa intuição e alimentam a nossa fé. Afinal, qual o sentido de trabalhar e batalhar por algo em que não se acredita que pode dar certo? Portanto, é essencial unir esses três pilares: planejamento, fé e ação — para aumentar as chances de ter sucesso.

Para acreditar, encontre o verdadeiro propósito do seu negócio

Seguindo esse raciocínio, acredito que para ter fé empreendendo é fundamental entender o propósito do seu negócio. Por qual razão você faz o que faz? Qual o motivo da sua empresa existir e do seu produto ou serviço ser criado? É uma motivação pessoal? Além do ganho financeiro, o seu negócio também tem o objetivo de contribuir para trazer soluções inovadoras para as demandas das pessoas e gerar um impacto na sociedade?

Para definir um propósito, é importante que você faça essas perguntas a si mesmo. Nesse contexto, o livro de Simon Sinek “Comece pelo porquê: como grandes líderes inspiram pessoas e equipes a agir”, é um bom ponto de partida para encontrar esse propósito ao empreender. Afinal, para elaborar e criar produtos e serviços com os quais as pessoas se identificam, é essencial descobrir por qual razão o seu negócio existe, para então estipular objetivos e pensar em qual caminho seguir.

Próximo passo: estabelecer objetivos e metas para alcançá-los

Após encontrar o propósito, é chegado o momento de estabelecer objetivos e fazer um planejamento estratégico para atingi-los por meio da definição de metas. São elas que irão ajudá-lo a chegar aonde deseja, a concretizar a sua ideia, o seu empreendimento.

Essa etapa de determinar as metas é importante para que você não se perca no meio do caminho e desanime diante do primeiro desafio. Assim, esse planejamento contribuirá para que você mantenha o foco, desenvolva um trabalho estratégico e promova um desenvolvimento gradual.

As 5 dicas para esse processo

1. Conheça bem o seu negócio

O processo de estabelecimento de metas passa pelo conhecimento que você tem do seu negócio, pois definir metas aleatórias e no escuro não vai te levar a lugar nenhum. Nesse sentido, compreenda o contexto em que o seu negócio está inserido, qual o posicionamento dele no mercado, entenda o público-alvo, analise os concorrentes e a proposta de valor.

2. Estipule metas realísticas

Essa questão de conhecer bem a sua empresa, produto ou serviço nos leva a outro ponto: é fundamental que as metas estabelecidas sejam reais e atingíveis. Entenda em que estágio o seu negócio está para não dar um passo maior que a perna e se frustrar, já que muito provavelmente, se as metas não forem possíveis de serem atingidas, você se desmotivará e perderá a fé no seu propósito.

3. Aprenda com as suas experiências e entenda o que pode ser melhorado

A partir dos resultados de ações implementadas você tem a oportunidade de fazer uma análise e, em caso de erro estratégico ou da identificação de que algo pode ser aprimorado, há a possibilidade de recalcular a rota e redefinir as metas.

4. Defina como irá monitorar suas metas

Um fator importante após o estabelecimento de metas é o acompanhamento das mesmas por meio de métricas e indicadores. Afinal, como você avaliará o desempenho do seu negócio e saberá se está próximo dos seus objetivos? O monitoramento de metas é interessante para trazer insights, identificar caminhos mais eficazes e evitar o desperdício de recursos.

5. Estabeleça prioridades e monte um plano de ação

É impossível fazer tudo ao mesmo tempo com o foco, a determinação e a disposição que cada meta demanda. Por isso, definir prioridades é essencial se você deseja ter sucesso em seu projeto. Não adianta atirar para todo lado. No fim, você acaba desmotivado sem conseguir finalizar e conquistar nada ou muito pouco.

A partir desse entendimento do que é prioridade, monte um plano de ação, definindo as estratégias que irá utilizar para alcançar suas metas e assim visualizar de maneira mais clara a sua jornada rumo ao objetivo.

Tirar uma ideia da cabeça e concretizá-la requer coragem, determinação, planejamento, trabalho árduo e uma dose extra de resiliência, ao não deixar de alimentar a confiança de que tudo dará certo. É preciso acreditar, ter fé no processo, ao mesmo tempo em que se mantém os pés no chão, traçando metas e objetivos possíveis.

Bom trabalho e grande abraço.

Deixe um comentário

VALIDAÇÃO *

Assuntos Relacionados