Cenário aponta para Desafios e Oportunidades

O mercado para 2019 vem se mostrando bastante otimista quanto às oportunidades. Os números apontam para um leve crescimento econômico, bastante dependente da aprovação de reformas estruturais na economia, como a da Previdência e dos Tributos. O bom humor de investidores externos deve se manter, elevando cada vez mais a entrada de recursos e a boa performance das ações de empresas brasileiras.

Este macrocenário se reflete nos números das economias de nossas cidades. Com taxas de juros menores e redução das incertezas, empreendedores voltarão a investir nos seus planos de negócios, empresários estudarão expansões e o emprego, entre outros índices, refletirá positivamente todo esse movimento.

É muito bom falar das oportunidades, mas os desafios que se seguem para transformar sonhos em realidade são muito grandes. Difíceis, mas não impossíveis.

Acredito que o maior deles é o que chamo de “Virada do Século”. Apesar de já estarmos há 19 anos no século XXI, muitos empresários ainda não conseguiram cruzar esta fronteira. Pensam, se organizam e trabalham como se o mundo se resumisse a sua porta de loja, que seu cliente se restringe a limites territoriais e negocia com o mercado de forma tímida, ainda acreditando que bancos, fornecedores e parceiros é que ditam os valores e regras dos negócios. Desconhecem o poder das Mídias Digitais e acreditam que somente velhos costumes serão capazes de sustentar os seus números. Veja que escrevi números, e não resultados. Dirigentes e gestores seguem sem ter um mínimo conhecimento dos seus resultados, receitas, margens e tamanho do
negócio.

Este público que não ingressou no século XXI precisa de um impulso, dado por todos. Cada empresa que fecha é um negócio a menos que temos para cuidar, para contatar e prestar vendas e serviços. O empresário precisa prioritariamente ter conhecimento, gestão sobre o seu negócio, estar atento aos rumos do mercado e concorrentes, além de rápida capacidade de adaptação. Um exemplo claro disso foram os negócios e-commerce, que mantiveram crescimento mesmo nos períodos mais recentes da crise, entre 2014 e 2016.

Precisamos transportar estes modelos de negócios, de gestão e de conhecimento para o novo mercado de oportunidades exigido pelos clientes deste século.

Para isso, consultorias, treinamentos e mentorias vêm se multiplicando, muitas com expertise de negócios reais e profissionais extremamente competentes.
Reserve um tempo, converse, abra os seus horizontes e observe que negociando, estudando e se atualizando o seu negócio pode ser bem maior do que os olhos podem enxergar.

Adm. Luiz Fernando Bastos – Professor da FGV e diretor na Ágil Consultoria e Treinamento

Sobre o autor

Avatar

profissional com mais de 30 anos no mercado financeiro. Adquiri grande experiência em vários segmentos de negócios, já que durante os últimos 15 anos fui gestor de plataformas de negócios PJ em todo Rio de Janeiro pelo Banco Itaú. Sempre fui reconhecido por superar metas e expectativas da empresa e dos clientes, tendo obtido grande retorno positivo do mercado. Em 15 anos estive várias vezes entre os Top 10 maiores gestores do Brasil. Por 3 vezes fiquei em primeiro lugar, prêmio máximo dado pelo Itaú aos profissionais que fizeram diferença em seus negócios. Participei ativamente na Diretoria em SP de salas de processos, revisão de estratégias e ministrei cursos para novos gerentes e incentivo à equipes. Em 2015 desliguei-me do Itaú e, mesmo assediado por bancos de primeira linha, optei por trabalhar com consultoria e treinamento, tendo sido convidado pela FGV para dar aulas sobre Negociação. Hoje sou Sócio Diretor da Ágil Consultoria e Treinamento. Trabalhamos na área financeira, processos, renegociações, controles, auditoria, comercial, entre outros. Temos cursos fantásticos e resultados extraordinários em nosso histórico. Escrevo e faço palestras e treinamentos para o SINEPE, ASBREI e SICOMÉRCIO . Dou aulas e palestras na FGV de Finanças, Processos, Negociação, Estratégia Empresarial, Jogos de Negócios e Análise de Plano de Negócios.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *