O alerta do conflito no Leste Europeu aos Gestores Públicos

O alerta do conflito no Leste Europeu aos Gestores PúblicosUm conflito entre nações sempre tem consequências devastadoras, custando vidas direta e indiretamente, e um forte trauma psicológico, para dizer o mínimo, à população. Por isso, esse artigo se torna ainda mais difícil de ser escrito, pois penso em cada família que está sendo e será afetada.

Relembro uma série de ensinamentos de carreira que se apresentam a cada momento com uma nova roupagem e indicam a necessidade de termos uma área forte de atuação, mas passearmos por outros diversos conhecimentos, possuindo um vasto portfólio, aumenta a qualidade da nossa tomada de decisão.

Digo isso, pois conflitos internacionais, podem ser objetos específicos de estudo de determinadas carreiras e simples curiosidade para muitos, mas acredito ser obrigação de todo Administrador Público acompanhar com uma lupa o tema, e saber cada detalhe.

O nosso dever é servir à população, mesmo que determinada função não tenha o contato direto com o usuário do serviço público. Devemos pensar em soluções que melhorem a qualidade de vida da sociedade como um todo, e isso passa por compreender e nos antecipar a questões externas, como os conflitos.

Não acompanhar extremamente de perto o que ocorre agora no leste europeu, é ignorar futuras consequências locais.

Posso citar o aumento do preço do petróleo e dos combustíveis, um dos componentes mais decisivos para gerar inflação no Brasil, afinal impactará no preço dos transportes de cargas e na mobilidade urbana com os ônibus e carros.

O possível impacto no preço do dólar e como isso afeta o preço das matérias-primas de alimentos da cesta básica, entre tantos outros pontos que afetarão a vida da população mais humilde.

Portanto, colocar atenção em situações internacionais não deve ser mera curiosidade ao gestor público, mas uma obrigação, para se antecipar ao planejamento de políticas públicas.

Deixe um comentário

VALIDAÇÃO *

Assuntos Relacionados