O profissional de Recursos Humanos

*Adm. Reinaldo Faissal

“Administrar recursos humanos é administrar pessoas e é preciso elegância intelectual e delicadeza de sentimentos para administrá-los com justiça e sabedoria”.

A frase acima, que estava afixada num quadro na sala de um gerente de Recursos Humanos, dá sentido ao que significa ser e o que precisa ter este profissional para as pessoas de uma organização e para instituição em sua totalidade.

É ele quem atrai, seleciona, agrega, estimula, desenvolve e retém pessoas para a formação, atuação e crescimento do capital intelectual das instituições.

Com a crescente complexidade dos processos nas organizações, desde os tempos da Revolução Industrial, esse profissional evoluiu da atuação exclusivamente operacional para a parceria estratégica, contribuindo para o melhor alinhamento entre a Missão, a Visão e os Valores da empresa com as competências profissionais e os interesses pessoais daqueles que tornam concretos os planos organizacionais.

E seu desenvolvimento continua, agora debruçado em compreender as novas demandas trazidas pela Revolução Digital, buscando o melhor relacionamento das pessoas com toda a automação produzida pelas máquinas e o impacto da integração das facilidades proporcionadas na relação destas com a sociedade.

É esse o ser humano que escolhe, ou se sente atraído, para se tornar um profissional de Recursos Humanos: uma pessoa que se dedica, pessoal e profissionalmente, a outras pessoas nos diversos níveis organizacionais, contribuindo para que a ação produzida pelas competências profissionais ─ pessoais e organizacionais ─ resulte em produtos e serviços de excelência, assim percebida e aceita pela sociedade.

*Adm. Reinaldo Faissal é conselheiro do CRA-RJ e mestre em Gestão Empresarial. Há mais de 40 anos atua em Recursos Humanos. Autor do livro ‘Atração e Seleção de Pessoas’.

Sobre o autor

Wagner Siqueira

Wagner Siqueira é Administrador atuante, com uma longa trajetória de trabalho dedicado à profissão, e filho de Belmiro Siqueira, Patrono da profissão no Brasil. Foi Presidente do Conselho Federal de Administração e do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro. Foi Secretário de Administração da Prefeitura do Rio de Janeiro, Presidente do Riocentro e Secretário de Desenvolvimento Social da Prefeitura do Rio, alem de exercer muitos outros cargos na Administração pública e privada.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *